(Vídeo) O quinto passo: Projetar

Seguindo os passos de maneira lógica é chegada a hora de projetar aquilo que você deseja nas suas finanças pessoais. Acredite, se você chegou até aqui, você já passou pela parte mais difícil do método dos 8 passos.

A base que precisamos constituir em nós mesmo para mudar ou criar algo, principalmente hábitos, depende de muita disciplina. O método que lançamos ajuda muito sistematizar esses esforços.

A primeira coisa que pensamos quando ouvimos a palavra projeto é um desenho daquilo que será construído, é o lançamento no papel de uma ideia pré-concebida. O segundo conceito de projeto, que pouco nos familiarizamos é o projetar no sentido de tornar-se conhecido e lançar-se. E vamos precisar de utilizar os dois sentidos da palavra para cumprir com esse passo.

Um projeto, no sentido de desenho da ideia leva em consideração dados bastante precisos sobre aquilo que vamos concretizar. Importante lembrar que agora temos que ter o controle de todas as etapas, desde o alicerce da ideia até a visualização daquilo que deverá ser realizado.

Se a ideia é uma mudança interior, uma mudança de hábito ou comportamento, ou seja, algo mais subjetivo, precisamos entender que chegou a hora de aplicarmos o segundo sentido da palavra. Precisamos nos projetar, ou seja, nos lançarmos e passarmos a nos conhecer como aquilo que desejamos nos tornar.

É nessa etapa que passamos a incorporar a mudança e o novo habito. Você deve pensar e agir como se fosse exatamente aquilo que idealizou nos passos anteriores. Aqui entra a soma de tudo que você ponderou, percebeu, priorizou e pesquisou a respeito dessa nova ação que precisa tomar.

Mas, vamos retornar ao primeiro sentido e tentar aplicar em algo muito simples: a economia com alimentação. Veja por exemplo a simples ação de levar lanche de casa ao invés de se alimentar em lanchonetes todos os dias, nos seus intervalos.

Você já sabe o quanto isso pesa no seu bolso, o quanto determinados alimentos podem te fazer mal, o quanto você pode economizar, pesquisou cardápios e, por fim, passa a incorporar aquela ação no seu dia-a-dia. Enfim, até aquela vergonha que você tinha quando era adolescente de levar lanche de casa para escola você venceu. Resultado: Você passa a gastar 2,00 R$ por dia com algo que podia consumir 10,00 R$ em lanchonetes.

Ponderou? Percebeu? Priorizou? Pesquisou? Então agora você conseguiu Praticar, projetando essa ação ao realizá-la.

Vamos ao segundo sentido: se projetar como ou se conhecer como algo, ou alguém que tenha determinado comportamento. Começamos com os mesmos passos. Só que agora o foco é você na sua mudança. A palavra chave para isso aqui é Positividade e não se esqueça que para chegar até aqui você angariou argumentos suficientes para vencer argumentos negativos que tirem seu foco.

Exemplo simples: Ser uma pessoa mais produtiva com seu tempo.

Você não pode mais querer apenas empreender, é agora que você se define como uma pessoa empreendedora. Você não pode mais apenas querer ser produtivo, você agora é uma pessoa produtiva e age como tal. Você não é mais uma pessoa que tem hábitos ruins, você é disciplinado com seus hábitos. Comportamentalmente, isso mesmo, comportamento e mente estão se harmonizando para que isso se reflita em todas as suas atitudes, você se vigia o tempo todo.

Então é isso, você decolou no ciclo e está pronto para os próximos passos: planejar constantemente o que quer, preservar o que conseguiu e prosperar como um ato continuo.

Decole… Projete e Projete-se!

Related posts

Leave a Comment